Cãomigo Sempre: Agosto 2015

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Minha vida mudou

Bom dia!

Eu gosto muito de cães, mas nem sempre foi assim. Na verdade, eu morria de medo de cachorro, se a casa tinha um cão eu nem entrava enquanto ele não fosse preso. O meu pavor era tamanho que os vira-latas sentiam o meu "cheiro de medo" e latiam para mim, piorando o meu pavor.

Embora eu sentisse muito medo eu no fundo queria ter um amiguinho canino, mas o medo sempre foi maior que a vontade.

Um dia eu fui à casa de praia de uma amiga minha e eu não sabia que ela tinha cachorro, no momento em que o pequeno se aproximou de mim eu quase desmaiei, mas ele era um beagle muito simpático. Ele foi o primeiro cachorro que chegou perto de mim e no qual eu convivi de verdade. Passei uma semana tranquila na casa de praia da minha amiga e meu medo começou a ceder.

Alguns anos depois eu fui morar no exterior e na busca pela sobrevivência eu precisei trabalhar como babá alguma vezes. Não sei se foi sorte ou azar, porém 90% das casas em que trabalhava tinha um cachorro. Aos poucos passei a não sentir um medo absurdo deles e a minha vontade em ter um, aumentou ainda mais.

Regressando ao Brasil precisei voltar a morar com meus pais e eles decidiram mudar de um apartamento para uma casa. Pela primeira vez na minha família iriamos morar em um lugar com um pouco mais de espaço.

A primeira coisa que solicitei aos meus pais é se eu poderia comprar um cachorro e meus pais decidiram aceitar. Na época eu estava bastante deprimida pois sentia falta da minha vida fora do Brasil, e um cachorro talvez me ajudaria no meu tratamento.

Foi então que chega na minha vida um pug preto lindo no qual eu batizei de Quixote, o nome de um dos meus personagens favoritos quando criança.
Ele não era uma graça?


No dia em que peguei o Quixote no canil eu lembro que o medo ainda existia no meu coração, mas aquela coisa fofa não poderia me fazer mal certo?

Eu estava mais que certa, o Quixote mudou a minha vida, ele me fez brotar um sentimento de amor que eu nunca havia sentido por ninguém além da minha família.

Eu chegava em casa depois do trabalho e lá estava aquela bolinha preta correndo e desesperado pela minha atenção.


Quixote é um cão de colo, e ama ficar ao meu lado mesmo se eu acabei de voltar da academia e estou suada, ele continua ali do meu lado. Esse amor incondicional dele por mim criou um sentimento materno no meu coração. Eu passei a velar pelo Quixote como uma mãe, podem me condenar por isso, mas foi essa a sensação. E eu era (e sou) retribuída por esse sentimento de forma extremamente satisfatória.

Eu estava medicada da depressão fazia um mês e embora sentisse uma leve melhora ainda sofria com a doença. Quixote mudou isso em alguns dias. Com apenas um mês da sua existência na minha vida eu já era outra pessoa.

Os remédios fizeram pouco efeito em mim, o que mais me fez sair da depressão foi essa bolinha preta.

O que eu mais amo no Quixote, além dessa carinha fofa, é que ele gosta de mim não importa o que aconteça. Se eu estou de TPM e não quero saber dele, ele fica de longe me olhando balançando o rabinho como que dizendo "eu ainda te amo", não importa se ele tem 45 dias ou 7 anos na minha vida (que é o caso), todo dia quando volto para casa lá está a minha bolinha preta me esperando com o rabinho balançando.

Pouco tempo atrás sofri outra doença psiquiátrica que foi a síndrome do pânico, nunca chorei tanto em toda minha vida, minha sombra me assustava, mas tinha uma bolinha preta sempre ao meu lado, me dizendo com o olhar que tudo estava bem e que ele estava ali por e para mim, para mais ninguém. Foram muitas as vezes em que triste eu tremia sozinha na cama e o Quixote por intuição canina ou amor (fica a sua escolha) ele subia na minha cama e deitava no meu colo ou somente me olhava em quanto deitava a sua cabecinha no meu pé, "eu estou aqui", se ele pudesse falar ele falava.
Quixote é mais que um amigo na minha vida, o Quixote é a minha cura, a minha força para enfrentar um mundo que por diversas vezes fora só escuridão para mim.

Se você está passando por um momento ruim na sua vida e acha que nada mais pode te alegrar, tente encontrar um CãoMigo, dê seu coração a ele pois tenho certeza que se você se entregar a ele, jamais ira se arrepender. Deixe um amigo cão mudar sua vida como o Quixote mudou a minha.


Tenha um dia de cão com seu CãoMigo sempre.